Odontologia estética e restauradora

Hoje em dia, o interesse pela estética é um fator de muita influência sobre o comportamento das pessoas. Dentre os tratamentos mais efetivos para melhorar a aparência física, estão os procedimentos clínicos odontológicos.

Um sorriso saudável, bonito e contagiante rejuvenesce, aumenta a autoestima, proporcionando satisfação pessoal. As técnicas e materiais atuais permitem ao profissional de odontologia estética, modificar os dentes em seus formatos, cores, posicionamentos e até mesmo substituí-los quando os mesmos foram perdidos, mantendo ou devolvendo para as pessoas a harmonia do sorriso com uma aparência natural.

Realizamos os seguintes tratamentos esteticos:
– Cirurgia plástica gengival
– Clareamento Dentário
– Dentes de porcelana metal free
– Facetas estéticas de porcelana
– Lentes de contato dentais
– Resinas estéticas

Lentes de Contato Dentais

São facetas ultra finas que possibilitam a resolução de inúmeros problemas estéticos, tais como:
- Pequenos alinhamentos dentais, sem o uso de aparelhos ortodônticos
- Manchas dentais
- Preenchimento de espaços entre os dentes

Clareamento Dental

Depois de uma minuciosa avaliação dos dentes e do tecido gengival o cirurgião dentista indicará a melhor técnica de clareamento.

O Clareamento é uma boa opção para quem quer cuidar da saúde oral e da estética dental através de um sorriso leve e saudável.

Coroa em Porcelana Metal Free

As próteses livres de metal proporcionam melhor resolução estética por serem semelhantes a translucidez dos dentes naturais e possuem alta durabilidade. Emax . In ceran . Empress . Procera

São utilizados em:
- Restaurações de porcelana
- Coroas sobre implante
- Prótese fixa sobre dente
- Prótese fixa sobre implante

A dentística restauradora, é a área da odontologia que engloba as restaurações para tratar cáries ou traumas. Após a remoção do tecido cariado ou fraturado, com instrumento apropriado o dente recupera seu formato, melhorando a estética e eliminando a sensibilidade.

O não tratamento da cárie pode levar ao progressivo comprometimento dos tecidos dentários e provocar dores mais intensas, necessidade de tratamento endodôntico, perda do elemento.

As restaurações existentes devem ser reavaliadas de 06 em 06 meses, já que o dente restaurado é sempre mais vulnerável que o dente íntegro.

Dr. José Carlos - CRO. 36333

Dra. Simone - CRO. 47266

Dra. Endrielle - CRO. 105940

Dr. Carlos Felipe - CRO 100076